domingo, 25 de outubro de 2009

Vem em Mim Poder de Morfeu


Vem em mim doce entardecer dourado,
meu refúgio suave clama invasão insolente.
Coração enfraquece de frieza e escuridão,
que sem tuas brisas mornas és masmorra.
Vem em mim, poder de Morfeu
e embala-me nos abraços teus...


Beijos
Mah

Quando Nada é Certo...


O amor parece-me mesmo invenção de poetas loucos, pois se você ama, coloca-se lado a lado daquele que fora abandonado por não amar. Mas... Quando nada é certo, tudo é possível. - M. Drabble - e nada mais surpreendente que o ato de viver, um dia após outro, de seguir!

Se sou mesmo uma louca por amar, sonhar e esperar, ninguém, mas ninguém mesmo arrancará isso de mim! Nessa batalha de resultado insperado, às vezes tenho ímpeto de desertar, mas instintivamente prossigo: se eu morrer, terá sido bravamente.

Beijos

Mah

sábado, 10 de outubro de 2009

Será Que Vai Ser Sempre Assim??? Tá Chato...


Sabe quando você tem a plena certeza de que você não faz diferença alguma? Que a vida continuaria seu curso bom ou ruim, independente de você existir ou não? Você olha em volta, todos conversando animadamente entre si, mas nem aí para o que você diz. Se você entrou ou saiu da rodinha de conversa, nem perceberam. Se serão felizes ou não, assim o serão sem você. Você é um inútil, não querido, não esperado, um total desimportante. E aí você insiste em andar pra frente simplesmente por força do hábito e absoluta falta de iniciativa de encerrar de vez tudo por ali mesmo. Nem é por respeito à Deus, é por acomodação mesmo. Por medo da solidão se concretizar definitivamente em sua vida, você se deixa, acha que assim, sem ser amada, desejada, querida, mesmo sem presterem atenção no que você sente, diz ou omite, deixa seguir. Tem medo de ficar imortal numa escuridão eterna..Só isso, porque nada se alterará, falta não fará, dor rapidamente esquecida. A certeza de que sua existência foi uma sucessão de erros. Alegria? A de que existe felicidade no outro. De que existe beleza e inteligência. De que existem muitos amados por aí. Sim, sinto inveja do que nunca ganho. Inveja não deveria ser pecado, a dor sim, a solidão que a gerou é que deveria ser pagã. Dá para querer desistir, desanimar. Dá para achar que não haverá mais nada além disso, mesmo querendo mais.

Mah

domingo, 27 de setembro de 2009

Cama na Varanda



Quero
a cama na varanda
e o vento
acortinando meu repouso.
Desse jeito encontrarei
meu portal mais perfeito.
Aquele
sem ingresso na entrada,
sem hora
pra voltar...

Bjsss

Mah

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Se Um Dia...


Eu tenho um homem de palavras e modos agradáveis.
E se um dia ele me quiser integralmente,
eu dele serei,
o convidarei para criarmos galinhas e acordarmos sob o canto do galo.
O convívio com esse moço será leve.
Um pouco silencioso, com sorrisos.
Como ele gosta.
E será exigente e cálido,
como eu preciso.

Bjsss
Mah

segunda-feira, 7 de setembro de 2009


Se consegues...

Se consegues começar seu dia sem cafeína,
Se consegues terminá-lo sem sedativos para dormir,
Se consegues estar de bom humor, sabendo ignorar seus males e suas dores,
Se consegues nunca se queixar e aborrecer os outros com seus problemas,
Se consegues entender quando os que te amam estão muito ocupados para te dispensar atenção,
Se consegues aceitar que te censurem por uma coisa que não fez,
Se consegues acreditar que cuidarão de ti até o fim de sua vida,
Se consegues aceitar todas as críticas sem se magoar,
Se consegues aceitar a grosseria de certas pessoas sem nunca as corrigir,
Se consegues enfrentar a vida sem nunca mentir ou falsear,
Se consegues descontrair sem nunca tomar uma gota de água,
Se consegues dizer honestamente, do fundo do seu coração que não tem nenhum preconceito,
Se consegues comer a mesma comida todos os dias e ser feliz por isso,
Se consegues amar sem esperar nada em troca
Então, você é quase tão perfeito quanto seu bichinho.

Ótimo dia!
Bjs...

Mah

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Dormi Aqui, mas Acordei Contigo...


Me lembro bem, sei que estou em meu ninho solo:
sempre foi o meu lugar. Sei que repousei meu corpo
entregando-o ao recesso do dia cansativo. Mas
produtivo!
Quando meus olhos cerraram, nem isso eu vi

- e nunca vejo - porque meus olhar sempre se vai
primeiro. Mas juro que eu estive onde, ano após ano
sempre estive. Lugar que vez por outra, o corpo tem
que gritar baixinho (sozinho). E então a grande
surpresa: despertei em outro canto do mundo, com um sorriso oposto ao do meu espelho. Mas como? O que? Por que? Nada sei sobre esta noite. Nada houve de
etílico nela...
Então como? A inexistência das
vestes, a paz com o qual me fitava, o braço que me
envolvia... Tudo era perfeição.
Perfeição: era isso!

Não existe perfeição nesse mundo. Fora transportada a outro. Fora perfeitamente amada em outro plano... isso foi magnífico, belo. Foi perfeito. Então, meu
corpo descansava lá e minha alma em repouso do amor, cá. Enfim, tudo o que percebo é que minha chegada foi pacientemente aguardada e docemente recebida.
Não há
mais perguntas, encontrei-lhe. Há certezas agora.
Comunhão com paz e amor: sei agora que você existe.
E
aqui, acordei. Novo sono e reconheci as cores, sons e
cheiros de sempre.
Mas dessa vez meu sorriso

despertou primeiro, porque como em meus sonhos
bonitos, eu sabia que voltaria a acordar muito
distante de onde meu corpo adormece.

Mah

domingo, 30 de agosto de 2009

Um Feliz Dia!!!



Hoje eu acordei pensando:
como estão minha mãe, meus filhos, meu amor?
Que bom acordar aqui e não por aí! Porque aqui é o meu lugar!
Que lindo céu vejo da minha janela,
como são fofos os meus bichinhos...
Ser feliz é agradecer a Deus pelo milagre da vida, beijar os filhos, seu amor e curtir os pais,
os bichinhos e as plantas.
Ter momentos de alegria, falar: "eu errei", "me perdoe" e "obrigado".
Hoje a paz e o amor tomam conta de mim...
É Deus se manifestando...
O amor e a paz que há em mim,
saúdam o amor e a paz que há em você.
Desejo-lhe um dia feliz!

Beijos

Mah

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Preciso



Procura-se desesperadamente o choro.

Preciso chorar muito,
chorar muito por horas.
Chorar até dormir.
Pois minha alma está presa em tristeza desconhecida, atrás das grades da irritação.
Eu desconheço meu crime: delito de amar.

Acho que é delito de amar muito menos a mim mesma

e avançar sem calma.
Preciso da minha lágrima escorrida em teu ombro.

Bjssss

Mah

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Por que Blogs?




Ler, escrever, cantar, dançar, amar e sonhar. E vivo. Por assim meus blogs se justificam. Trechos selecionados da minha vida aguardando visitas. Visitantes são muito bem vindos, são leitores. Todos os leitores são especiais.
E a coisa começou assim: gosto de escrever, sempre gostei... Isso veio de longe...Na verdade, repasso boa parcela da culpa disso para uma excelente professora que tive no primeiro segmento do Ensino Fundamental, professora Maria da Saudade, com suas incansáveis redações. Tínhamos até caderno que decorávamos (ela estava à frente do seu tempo, nem adivinhava que aquilo viria a se chamar scrapbook) com direito à estrelas douradas e prateadas, que vivia ganhando... Saudades.
Mas não sigo uma linha glamurosa ou clássica ou rebuscada, ao contrário, uso linguagem simples, mas algumas vezes tb gosto do que produzo, mas nem sempre. Em geral eles me espelham e a gente só gosta mesmo de se olhar no espelho quando tá bonita, né?
Gostaria de poder, um dia, editar algo que eu tenha produzido, minhas poesias, mas andei relendo e já não gostei muito, me pareceram imaturas. Gostaria de poder editar um livro. Um livro é um filho, dá trabalho, ama-se a obra, perpetua a espécie. Torcemos para que ele seja bem aceito. E enquanto o livro não vem, que exista o blog: meu diário, meu livro, meu filho da virtualidade.
Um blog, um livro não tem razão de ser sem seus leitores. É a arte-final.
Este é meu blog. Ele existe por mim e por vocês. Sejam muito bem vindos. Vocês são especiais.

Bjs

Mah

domingo, 23 de agosto de 2009

Amei- Não gostei- Quero!




A Prefeitura do Rio teve uma sacada legal, que foi dar dois livros para os professores lerem nesse recesso. Tivemos, inclusive, que votar neles lá no Portal da Prefeitura e três foram escolhidos. Felicidade Clandestina - Clarice Lispector; O Menino do Pijama Listrado - John Boyne; A Soma dos Dias - Isabel Allende. O livro da Clarice era certo, tínhamos que escolher entre os outros dois estrangeiros. Peguei o do John Boyne.
Comecei pelo O Menino de Pijama Listrado, que no
comecinho parecia simples demais, bobinho, mas depois foi esquentando e acabei quase tão apaixonada pela história quanto fiquei pelo Diário de Anne Frank. O que depois eu entendi é que divinha-se friamente o que está por vir; sofre-se humanamente pelo que será impossível evitar. Tragédia anunciada.
Aí, toda feliz passei imediatamente para o Felicidade Clandestina e... Oh, decepção! Não havia ainda lido nada dela, apenas frases e pequenas biografias. Fiquei estupefada! Que nome feio, mas foi exatamente assim que fiquei diante dessa leitura. Várias histórias dentro do livro. Até aí tudo bem, até gosto, mas as histórias dela parecem quadros de Salvador Dali, coisa de doido mesmo. Olha esse trecho:

O ovo é uma coisa suspensa. Nunca pousa. Quando pousa, não foi ele que pousou, foi uma coisa embaixo do ovo... O Ovo e a Galinha- Felicidade Clandestina- Clarice Lispector.

Desculpe, não quero faltar aqui com o respeito e mexer com a idoneidade de uma pessoa morta, mas ela não parecia estar pura quando escreveu isso...
Ainda consegui gostar de umas três histórias, que faziam sentido, porém tristes, beirando o trágico. tentei abandonar a leitura, mas não conseguia, queria ver até onde ia a doidera dela ou a minha burrice em não compreêndê-la.
Tô detestando essa leitura, mas fiquei mais aliviada, quando cheguei num trecho mais adiante e li:

Sendo impossível entendê-lo, sei que se eu o entender, é porque estou errado. Entender é a prova do erro. (do mesmo tal ovo!).

Quero acabar logo com essa tortura chinesa e partir correndo pro livro da Isabel Allende ou então um dos meus desejados da minha Estante Virtual. Preciso me desintoxicar rapidinho...
À propósito dessa iniciativa da Prefeitura, é louvável e espero receber outros, ainda que para isso tenha que abrir o livro e deparar com a cartinha da sra secretária de educação Claudia Costin (aff!)

Bjssss

Mah

sábado, 22 de agosto de 2009

Filhos se Criando...



Acordei e milagre! Meu filho de 17 anos (eu disse 17 anos!) estava lavando seu uniforme e mochila. Que orgulho, meus exemplos e ensinamentos finalmente começavam a surtir bons efeitos- Porque ô menino desorganizado! Fui para a internet. Twittei, visitei meus blogs e sites preferidos, quando achei que já tava na hora de incorporar "maria", embora pouco havia pra se fazer pois já tinha deixado tudo de véspera organizadinho. Mas casa... Sabe como é, né? Bom, quando cheguei na porta da minha mini cozinha, parei. Meu filhão, sem jeito com a Lívia (meu tanquinho) deixou a água vazar e minha micro área e mini cozinha se transformaram no Rio Amazonas.
Minha vontade inicial foi a de gritar, depois, quis sair correndo de casa. Respirei e decidi drenar todo aquele mar ensaboado. Relaxei e tranferi imediatamente a obra pra quem lhe é de direito. Ele atendeu logo, mas passados os sessenta minutos de impaciência, chamei a "maria" de volta. Digamos que no lugar do nosso Apurimac ( nosso Amazonas no Peru) e ele me deixou um arroio. Drenei o resto.
Pude seguir feliz com minhas atribuições do lar. Sem querer, o moleque, além de lavar as coisas dele, ainda lavou área e cozinha. Mesmo um pouquinho atrasada, não me estressei e dei conta de tudo em tempo hábil. Isso é bom!
No finalzinho, lembrei dos meus filhos nos tempos das fraldas e do bercinho - Nossa, como o tempo passa rápido! E pensei, sorrindo:
Filhos se criando, trabalho dobrando...
Me senti super bem, meu dia, afinal foi bastante produtivo e feliz: casa limpa e cheirosa, comida pronta, roupas e louça lavadas, post criado, filhos amados, leitura terminada e leitura começada, namoro em alta.
E mais uma vez o dia foi salvo...
Que salvo que nada, meu dia foi ótimo!!!

Bjssssssssss

Mah

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Chove Chuva...




Houve nuvens, depois chuva.
Guarda-chuvas abertos, carros embaçados, roupas fechadas, poças.
Ao fundo, a silenciosa alegria das plantas.

Bjsss

Mah

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Seu Íntimo diz: é Agora!

Hoje ela escolheu ser feliz
e nada e nem o dia frio e chuvoso a afastaria disso.
Algo especial a espera,
se prepara como quem já sabe que será vitoriosa, porque é isso que ela é.
Sente carinho por si e banha-se fogosa.
Sente-se em florada.
Seu íntimo diz: é agora!
Dá um cheiro na rosa,
pega a bolsa
e vai.

Bjsss

Mah

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Meus Votos



Meus votos para nossa vida inteira


Que nos amemos hoje,

amanhã
e nos dias seguintes
(porque o ontem já se foi)
.
E quando estivermos exaustos e sorridentes, emburrados e dispersos,

que ainda nos sobre amor pra continuar.


Bjs


Mah

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O Amor Sempre Vence!



Magoada,
chorou baixinho.
Ele,
impassível,
não lhe estendia a mão
que restauraria a confiança.
Ela o deseja mais que a si.
O amor venceu

*

Mais um de meus microcontos... Peguei gosto! Outros mais virão.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Sim, Ela podia...



O sinal da escola bateu.
Mariângela e alunos retiraram-se satisfeitos, da sala, foi um dia normal para uma escola.
Acenou para alguns estudantes, ao cruzar o portão e seguiu para o ponto do ônibus. Pelo caminho encontrou rostos familiares, casas antigas e novas e outros elementos da paisagem. Ficar sem carro tinha suas vantagens, é bom poder olhar detalhes pelo caminho.
Logo veio o coletivo. Horário de rush. Um lento percurso até o seu destino. Chegou a rir sozinha lembrando das piadas de certos colegas, pensou com carinho nos filhos e desejou estar com o namorado - é tão bom ter aconchego, segurança e beijo! Mas o trânsito, o falatório, perfumes, mochilas, bolsas e o funk dos celulares em viva-voz, foram-na abastecendo de impaciência e cansaço. O pára-anda-pára dos carros elevava sua irritabilidade a níveis quase socialmente inaceitáveis. Compartilhou o desconforto das sardinhas enlatadas, mas com a desvantagem que ela sim, estava viva. Viva e suando, precisava respirar pra continuar viva!
Então, de pé, ali naquele ônibus lotado, a professora, agarrada à sua bolsa, teve ímpeto de gritar: EU PODIA ESTAR ROUBANDO, EU PODIA ESTAR MATANDO, EU PODIA ESTAR NO SENADO, MAS SOU APENAS ALGUÉM QUE DECIDIU TRABALHAR E ESTOU EM PÉ, ENLATADA, COM UMA BOLSA PESADA E PÉS DOLORIDOS.
Só imaginou. Se viu em cada passageiro. Logo se sentou e pensou em pizza, a indigerível.
Desceu no seu ponto, entrou na padaria e comprou pizza, essa, ainda por cima, com guaraná, agrada.
Quando abriu a porta do seu apartamento e foi recebida por sua caçula com seu sorriso, abraço e beijo restaurador, tudo ficou bem. O seu dia tinha valido à pena.

******

Esse foi meu primeiro conto, sem saber, Vanessa, do Fio de Ariadne, me incentivou. Não sei bem ao certo, se tecnicamente ele está correto, mas eu gostei.
Bjsss

Mah

A Quem Interessar...



Lá se foi mais uma REPONE (Reunião p/ P... Nenhuma). Preenchi corretamente papéis inúteis. Me isolei e fui rápida. Fui competente aos olhos dos meus superiores. Legal, né? Mas claro, não sem antes perguntar e me perguntar: pra quê? Ninguém sabia. Mas aí me veio à cabeça que tudo poderia fazer parte de um plano para acabar com o planeta: mais consumo de papéis, mais devastação de árvores, menos oxigênio, mais poluição, menos vida - fim! E gasto de tempo também. Uma viagenzinha não faz mal à ninguém. Mas... Quem lerá os vários relatórios e planejamentos de todos os professores da rede???
Outra coisa esquisita e que ainda não consegui chegar a uma conclusão: dizem que a Gripe A avança assustadoramente, será? Estou na dúvida: a situação está sendo mascarada ou está mascarando? Quantas pessoas morreram de dengue e turbeculose? A quem tudo isso interessa????????
É.. O meu microconto de hoje, serve muito bem para finalizar este post:

Em pé, ônibus lotado, agarrada à bolsa, a professora até pensou em gritar: eu podia estar roubando, eu podia estar matando, eu podia estar no Senado... Mas conseguiu sentar e lembrou-se da pizza.

A vida segue como permitimos...

Beijos...
Mah

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Minha Sina



Amo... Amo... Amo...
Isso me faz plena.
Eu vivo,
pelo tempo da minha vida
a amar incondicionalmente a mim e a vocês.
Vivencio todas as conjugações
do verbo amar,
diariamente.
Isso é real.
Esta é minha sina.

Bjs...
Mah

domingo, 9 de agosto de 2009

PAI !!!!!!


Sei que muito se propaga que as datas comemorativas, como o Dia das Mulheres/Mães/Namorados/Avós/Amigos/Orgasmo/Pais/Crianças, e outras tantas, foram criadas pelo comércio com o objetivo de incrementar as vendas com a compra de presentes. Aceitável. Entretanto, também se pode afirmar que as comemorações trazem consigo muitas alegrias, as festas em família, a busca do encontro entre pais e filhos, o almoço ou jantar com todos reunidos em torno da mesa, o riso espontâneo das crianças, o abraço fraterno dos avós... E também as saudades e um pouco de frustração, quando falta o alvo da comemoração... Já fiquei sem namorado, já deixei de receber presentes em datas oportunas, mas nunca nenhuma falta foi maior que a do meu pai.
Cara, meu pai faz falta... Doce, humano, honesto, bondoso, trabalhador, de riso fácil, e língua solta... Era com ele que eu brincava, na cama, antes de dormir. Sempre tinha seu jeito ótimo de me ajudar... Parecia saber sobre aquilo que eu precisava, e resolvia... Dengoso... Fortão, meu maior piloto. Vovozão!
Hoje acordei assim, e sei que a tal data comercial, apenas aguçou a saudade de sempre.
Aí dou um 360º e vejo tantos "pais" por aí que já me animo: pai-mãe/avô/tio/padrasto/professor/amigo/velho/novinho/gay/gatão-de-meia-idade/vaidoso/largadão/distraído...
Já há 17 anos que me tornei um pai também, já que o biológico, se ausentou por completo. Pais/mães são um barato, parece que adquirimos dupla personalidade, dupla funcionalidade e isso é bem legal e tem suas vantagens... Ninguém me contradiz e nem me esconde "artes" dos meus filhos. Mas é barra, viu? Mulher adora se queixar, né? Então, falo sozinha??? rs Nada de delegar funções, tenho q levantar a bunda do sofá mesmo... Parece q estou sempre na cabeceira da mesa. Não tem jeito...
Mas isso tudo vale. Inestimável.
Meu super-herói foi convocado pra outra dimensões, e de mim, pobre "mai" mortal, fico aqui matando leões (aff, leões não, são tão bonitinhos...). Melhor: fico aqui escovando os dentes dos leões até o dia em que eu possa passar a mão na testa, enxugar o suor, passar um Merthiolate nos aranhões e dizer: VALEU! E encarar os atos contínuos, porque pai/mãe/filho, a gente nunca deixa de ser.
À todos os pais: FELIZ DIA DOS PAIS!!!!

Ao meu PAI, te amo! Você é O PAI!!!
Bjsss

Mah

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Eu Imagino, Logo Existo!!!



Sou eu: imagino, logo existo!
Conviver com a imaginação é atitude charmosa, corajosa, visionária, personal e nem sempre bem compreendida (pra mim tá bom!); se desenfreada, perigosa, porque pode nos fechar num labirinto mental. Cuidado!
Me amo assim, aceito e abraço minha ilimitada imaginação.
O racional também fala. Pouco. Razão não precisa falar muito porque já nasce sólida, fica lá pra quando eu quiser usar.
A arte do pensar/brincar é meu guia inspirador. Eu sou pisciana, sou duas, sou consciência e torpor.
Tenho muito prazer.
Muito Prazer, Mah sou eu!

Esse texto surgiu após uma leitura despreocupada de um mapa natal. Não me ligo muito nisso, mas me serviu de inspiração e ficou valendo. Gosto quando o inesperado surge.
Bjsss
Mah

sábado, 1 de agosto de 2009

Carta ao Meu Amor



Carta ao meu Amor

O que faço de ti, meu amor, que ainda não te encontro por aqui?
Que faço de mim, meu amor, enquanto não tenho o teu abraço como minha coberta?
Até agora, do nosso amor, só o que tenho, está há milhas e a tua voz gentil trazendo tuas palavras cálidas.
De olhos fechados, me protejo em teu sorriso, mas sem ter para onde olhar.
Sussurro, aquecida e reticente, partes de mim, mas fraca pois ainda não alimento-me do teu beijo.
Eu incorporo o amor e me reservo a ti.
Quero saber de ti, quero que busque a mim.
Culpa tua porque te amo! Como se chegou assim?
É sonho.
Loucura.
É muito que te indago.
Demais que me inquieto.
Até lá, é essa carta que possuo para te achar.

Tua

http://voudecoletivo.blogspot.com/2009/07/uma-carta-de-amor.html

sexta-feira, 31 de julho de 2009

O Melhor Afrodizíaco...


O Melhor Afrodizíaco...

Ouvi de alguém que o melhor afrodizíaco é a declaração de amor... Nada mais sábio no tocante a sexo... E mulher. Mulher é bicho estranho, para eles, deliciosamente estranho. Diverge em muito dos homens, enquanto converge suas atenções... O andar da mulher parece uma dança em câmera lenta, todos os músculos sinconizam-se de forma sutil e provocante deixando o ser do sexo oposto, doidinho... Ficam parecendo meninos na cozinha... Por mais q tentem fazer o certo, fazem uma confusão!
Nesse Dia do Orgasmo (mas quem inventou isso?) eu tenho aqui duas super dicas para que os nossos admiradores sejam felizes conosco:

1- Homens, verbalizem seus sentimentos, pois o melhor afrodizíaco é a declaração de amor... As mulheres gostam que lhes digam palavras de amor. O nosso ponto G está nos ouvidos. Inútil procurar em outro lugar...

2- Tudo o que nós reivindicamos é o desbloqueio emocional de vocês. Nossos hormônios saberão como agradecer! Homens, sejam acessíveis sentimentalmente, adoramos aquela coisa do retorno.

Bom, demorei "um pouquinho só" pra postar, mas tenho certeza que fica valendo, afinal, hoje, pra mim, não deu pra comemorar nada, mas quem sabe qualquer dia desses? Dia bom assim tem que ser comemorado TODO DIA!!!

Beijossssssssssssssssss ( e muito mais- rs)

Mah



quinta-feira, 30 de julho de 2009

Puccaaaaaa ama Garu...


PUCCA,
AMA GARU
ELE É BONITINHO
NINJA,
SÓ COME MACARRÃO...


Me peguei cantando essa musiquinha ingênua e me lembrei da Pucca. Logo quando a conheci, fiquei abismada com a submissão dessa personagem tão bonitinha e fofa. Me negava a aceitar que estivessem passando essa mensagem à nossa galerinha que está por aí. Mas aí numa análise mais apurada, consegui enxergar a verdadeira mensagem: determinação e amor incondicional. Pucca é determinada, forte, corajosa, ama e é doce. E o melhor, tem grande auto-estima. Pronto! Ingredientes completos. Tem coisa mais perfeitinha que ver na criatura que nos ama, esses mesmos ingredientes? Infelizmente não é comum encontrarmos personagens das nossas hitórias reais com toda essa qualificação. Por isso a necessidade de seleção. Sem ela a história pode se tornar de terror (rs exagero, mas quase!) Virei fã de comprar figurinha e tudo! Sou um pouco a Pucca, mas tenho que aprender com ela sobre determinação... Desisto muito fácil. Não sei de onde vem essa fragilidade, preciso curar-me disso. Nível de auto-estima insuficiente? Talvez. Certo é que estou aki, atrás do meu sonho de ser amada. De vez em quando desanimo, mas sempre levanto, sacudo a poeira e sigo. A luta segue... A determinação em mim existe, só não consigo ainda que ela seja contínua, mas existe. Ufa! E nesse momento estou vivendo uma nova experiência: a de saber que meu caminho continuará sendo partilhado... Tão bom ter o amor por perto...
Viva a Pucca!

Bjs!
Mah
B

terça-feira, 28 de julho de 2009

Que Venha o meu Amor


Meu novo e pra sempre amor terá que ser desse jeito, se não o for, o farei assim pra mim, porque é assim que o quero, é o que preciso, é meu sonho. Bruna Lombardi, obrigada por em sua suas palavras, traduzir o que minha alma pede. Que me venha logo este meu amor.



Que me Venha Esse Homem


Que me venha esse homem
depois de alguma chuva
que me prenda de tarde
em sua teia de veludo
que me fira com os olhos
e me penetre em tudo.

Que me venha esse homem
de músculos exatos
com um desejo agreste
com um cheiro de mato
que me prenda de noite
em sua rede de braços
que me perca em seus fios
de algas e sargaços.

Que me venha com força
com gosto de desbravar
que me faça de mata
pra percorrer devagar
que me faça de rio
pra se deixar naufragar.

Que me salve esse homem
com sua febre de fogo
que me prenda no espaço
de seu passo mais louco.

Bruna Lombardi




Beijos para o meu amor, que eu sei que um dia virá!
Mah

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Superando as Adversidades



Nas escolhas de minha vida, o tudo nunca me foi opção, enquanto o nada, vez por outra, tinha maioria absoluta. Me encontro assim, entre o abrir mão do meu pouco e ficar com o nada. E isso pesa. Pesa e fico à deriva, à espera da hibernação. Saída de quem não tem saída. Pesaroso. Nuvens de desconfianças, chuvas de arrependimento, ventanias de atitudes. Chega tímida a esperança, desconfio dela, é frágil. Vozes me acalentam, a ajuda é apenas uma promessa vã. Só conto comigo e muitos também contam comigo. Essa tempestade terá seu revés, antecederá a bonança e eu e todos que contam comigo dormirão sorrindo. É sonho de dia lindo, não quero nem acordar, quero mesmo é fazer parte dele.
Mas acordo, sigo na luta e me enxergo as adversidades como pa
ontes para conquistas. Assim tem que ser, não tem como chorar. Levanto, aceito e tomo a limonada com os limões da vida. É com essas limonadas que me fortaleço. Há sempre, de última hora, um plano B que me faz passar no teste de capacidade. Eu não tenho medo, só queria que fosse diferente... E a vida vai seguindo e melhorando...

"Cada adversidade traz consigo a semente de um benefício equivalente."



Bjs! Mah

sábado, 25 de julho de 2009

Com Licença, eu vou à Luta!!!




Com licença, eu vou à luta!
Não sei porque, me lembrei desse título quando voltava à pé (pra variar) para casa, após o Arraial da Lona aqui pertinho de casa. Foi médio, mas valeu.
Com licença, vamos lá...
Não é nada fácil, mas tem que ser assim. A vida, diariamente nos ensina algo novo, ainda que numa primeira leitura, pareça irrelevante, porém mais à diante sua relevância fica estampada. Até hoje, desde que me entendo por gente tem sido assim comigo. Não dá pra ficar sentadinho no sofá, assistindo novela da Globo, enquanto o novo e o bom não acontecem. Tem que levantar a bunda da cadeira e ir mesmo. Reclamação, queixa, lamúria? Deu! Agora faça!
Reconheço que as condições adversas para o sucesso entram por uma porta bem mais larga e daí travamos lutas diárias.
Se tem uma luta que se trava em nosso íntimo é Persitência versus Acomodação. Um verdadeiro clássico. E não raro a acomodação classifica-se para a grande final, ou pior, fica no 0x0. Jogo perigoso, sempre decisivo, independente do campeonato... Há certas partidas, que para alguns são bastante complicadas: relógio x compromisso, prazer x trabalho, delícias x dieta, razão x felicidade... Tá bom, todo mundo já entendeu, né? Seguindo...
Como "virar o jogo" a nosso favor? Não sei! Pode-se comprar essa resposta em qualquer livraria, mas nada garantido, exceto para os autores dos mais vendidos ($!). Dúvida: será que um dia vou levantar a minha bunda da cadeira e levar meus escritos para alguma editora alternativa? Mais uma luta. Mais uma vez o título me vem à mente. E como diz a propaganda:
mas espere! Tenho outras, imagina se seria só isso... Não encontrei a receita do bolo ainda, mas só sei que não podemos esperar um estímulo externo, somos o nosso estímulo!

Agora tô lutando contra o sono... Com licença, ele venceu!
Beijos,

Mah

Faça Valer à Pena!





Devo à um amigo, que ao me enviar um incrível e muito bem produzido vídeo, causou-me a inspiração para este post.
Faça sua vida valer à pena... O tempo passa... Isso mesmo, e nessa fase em que nos encontramos, parece que a vida corre na "bandeira 2", não é mesmo? Passamos tanto tempo reclamando e aí o tempo voa e caímos no lugar comum de deixar de lado atitudes que tornariam nossa vida ainda melhor. Ela passa bem diante de nossos olhares passivos, até que quando nos damos conta... Puft! Veja: só a tentativa de ser feliz já nos impulsiona, é super saudável, é bom demais. Precisamos. Merecemos também. Sejamos muito felizes, como e com o que conseguimos quando "fomos à luta". Caia, levante. É bem por aí mesmo. Desse modo, mesmo que não tenhamos "acertado no ponto", terá valido à pena, viver!

video

Meu abraço carinhoso...

Mah

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Olá!!!








Olá!


Ótima sexta-feira!
O dia promete e devemos cumprir, não é mesmo?
Este blog é recém nascido, novinho mesmo...
Ainda o estou editando para que se transforme no meu porta-retratos... E sabe como uma moldura valoriza, né? Então tudo aqui ainda está em construção, peço paciência...
Provavelmente sofrerá alterações até ficar a "minha cara".
Não considero esse post inaugural, é apenas um teste...

TESTANDO... 1, 2, 3...

Beijinhos!!!


Mah